Close

eventos

Atletas contam porque participam da prova há mais de três anos seguidos


“O Desafio dos Rochas é a melhor prova de um dia no nosso País” O pensamento é praticamente unânime: O Desafio dos Rochas está entre as melhores provas do Brasil. É o que nos disse o atleta Flávio Jorge, de Brasília. Ele já participou em três edições da competição – 2015, 2016 e 2017. E neste ano, nos dias 21 e 22 de abril, estará em Pomerode (SC) novamente para a sua quarta participação. E ele não se cansa em dizer: “Essa prova está entre as melhores do Brasil se não for a melhor prova de um dia no nosso país. O grande diferencial começa pelo percurso altamente exigente e técnico. O segundo ponto de destaque é o alto nível de organização da prova e o terceiro ponto que destaco é a cidade de Pomerode com sua cultura germânica e estrutura turística que faz do Desafio dos Rochas uma prova que vai além de uma corrida de MTB”, comentou. Jorge disputa na categoria Pró 100km e todas as vezes que esteve na prova conquistou o pódio (2015 foi o 5°lugar; em 2016 ficou em 4° e em 2017 3°colocado). O que Flávio Jorge fala é unanimidade entre os atletas. Gabriel Salgado, […]

Leia mais.

Treinamento como é o seu?

Treinamento para ciclistas por Gabriel Salgado (Cycleteam) É muito comum que os atletas se sintam ansiosos em semanas próximas a um grande evento, principalmente em uma maratona onde os atletas sabem que seus corpos e cabeça serão testados. Muitos se preparam treinando corretamente, outros se preparam baseando na vontade e ainda temos os que se preparam aleatoriamente. “É normal para uma ultra todos esses tipos de situações.” A preparação para uma maratona, que todos sabem, é uma prova dura, tem de ser a médio/longo prazo, é impossível um atleta que não se preparou completar a prova, e nesse tipo de prova, apenas vontade na maioria das vezes não faz o atleta cruzar a linha de chegada, a preparação tem vários fatores importantes como preparação física, preparação psicológica, manutenção do equipamento em dia (esse aspecto ainda envolve que o atleta precisa saber consertar seu equipamento caso aconteça algo, ter no mínimo conhecimento básico de como funciona cada peça da bike pra poder solucionar os problemas pra não depender de outro atleta em caso de uma eventualidade que acontece com todos, é preciso ser auto suficiente, e em últimos casos, pelo menos ter o equipamento para que apareça alguém para ajudar, mas […]

Leia mais.